Quem somos

Em 1963 “Seo” Crespim Marques não imaginava que a pequena mercearia, recém-inaugurada, daria início a uma tradição no então bucólico bairro da Vila Santa Catarina, zona sul de São Paulo. Em 1977, a Mercearia, que já fazia delicias para os clientes se servirem e levarem para casa, se transforma em um restaurante, e passa a ser chamado Churrascaria Chuletão.

Com 54 anos de existência completados recentemente, num ambiente aconchegante e atendimento de alma portuguesa, a casa tem cozinha variada com muitos petiscos, grelhados, massas, peixes e diversos pratos da cozinha internacional, sempre acompanhados por chopp claro e Black muito bem tirados, cervejas estupidamente geladas e caipirinhas imbatíveis que atraem clientes no almoço, happy hour e jantar. A grande atração são realmente as carnes, como a suculenta Costelinha de Porco em molho de limão e a saborosa Chuleta de 600 grs.

Em 2006, agora denominado Chuletão Grill & Pizza, a casa introduziu o forno a lenha. Também é bem conhecida na região a Feijoada do Chuletão, em sistema de buffet, às quartas-feiras e sábados. O Chuletão oferece acomodação no seu confortável salão, em 152 lugares, como também aceita reserva para levar para casa e dispõe de delivery todos os dias a noite.

É um autêntico restaurante de bairro, onde a tradição se perpetua com os sucessores Jorge, Manuel e Mario, filhos de “Seo” Crespim que estão sempre presentes e cuidando de todos os detalhes.

Release

Cada vez mais os paulistanos descobrem (ou redescobrem) os restaurantes de bairro, especialmente aqueles que têm jeitão de restaurante familiar, de casa à moda antiga, espécie de túnel do tempo, nesta cidade onde tão poucos lugares preservam a autenticidade. Situado na zona sul de São Paulo, e com mais de 50 anos de vida, o Chuletão é uma dessas raras casas.

Diariamente, no almoço e no jantar, recebe centenas de clientes – de executivos que trabalham na região e moradores do próprio bairro a paulistanos e turistas que chegam dos mais variados bairros, sejam antigos moradores da Vila Santa Catarina ou simplesmente clientes à procura deste sabor de tradição.

Nos dois salões há bom espaço entre as mesas, além de televisões de LCD e ar condicionado.

Há ainda um bar, onde tudo começou. Ali, muitos clientes ficam ao redor do convidativo balcão para saborear os generosos pratos e petiscos, além do bem tirado chope Brahma, claro e Black, além de cervejas servidas no balde com gelo e caipiroskas de maracujá, lima da pérsia ou morango, além das mais tradicionais. Muitos aproveitam para prosear ou petiscar delícias como os bolinhos de bacalhau e de carne-seca enquanto esperam pelo Take Away (pratos para levar para casa).

No cardápio, sempre com pratos que unem sabor e generosidade (com alguma dose de exagero), há praticamente de tudo – o que está explícito em tópicos como Grelhados, Massas, Cozinha Internacional e Peixes.

Mas a grande atração são realmente as carnes – bife de chorizo, picanha, baby beef, linguiça camponesa – e entre elas a joia da coroa, a famosa e inigualável Costelinha de Porco, com seu tempero exclusivo, para se comer com as mãos, e depois lavá-las na lavanda de água quente com limão.

Top